Vacina: Vereadores aprovam inclusão de novos grupos prioritários

Foto:Tiago Ferreira

Projeto foi construído de forma coletiva no Legislativo

 Nesta quarta-feira (5), a Câmara de Macaé aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei (PL) 044/2021, que estabelece novos grupos prioritários para a campanha de imunização contra a Covid-19. Se for sancionada pelo prefeito, a iniciativa contemplará grávidas e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), pessoas com comorbidade, pessoas com deficiência e autistas, além de profissionais ligados à educação.

O PL tem a autoria dos vereadores Iza Vicente (Rede), Luiz Matos (PRB), Professor Michel (Patriota), Alan Mansur (Cidadania), Guto Garcia (PDT) e o presidente Cesinha (Pros). O consenso se deu deste o início da tramitação, que ocorreu em regime de urgência. Durante os debates, o plenário também reforçou o empenho para que a cidade tenha condições de imunizar todos os macaenses o quanto antes.

Líder do governo, Guto afirmou que a vacina é o principal meio de assegurar o retorno seguro às aulas presencias. “Não serão apenas os professores, mas todos os que trabalham na categoria. Para ter essa volta, e a imunização é o início. Fazemos um apelo à Saúde (secretaria) para que isso aconteça”.

Iza pediu ainda mais atenção aos servidores da rede pública que voltaram a dar expediente nas escolas. Eles foram convocados para a distribuição de material didático. Sobre este ponto, Thales Coutinho (Podemos) solicitou que o Executivo imunize com as duas doses todos os servidores que estejam em trabalho presencial na entrega dos kits. A indicação também contou com apoio unânime do plenário.

Transparência na vacina

Na mesma sessão, Edson Chiquini (PSD) cobrou do governo a justificativa sobre um servidor, que é nomeado na Controladoria, ter recebido duas doses da vacina, sendo a primeira no início do ano. “Recebemos várias denúncias e nosso papel é investigar”.

Quando Guto informou que o profissional estaria desempenhando atividades na secretaria de Saúde, Iza ponderou. “Em janeiro, as vacinas deveriam ser destinadas somente para quem estivesse na linha de frente contra a Covid-19 e ainda nem havia doses suficiente para todos do grupo”.

O requerimento contou com voto favorável de todos os vereadores e ainda serviu para que o plenário cobrasse maior segurança nos pontos de vacinação, especialmente aos servidores que atuam na campanha. Segundo Edson, há relatos até mesmo de ameaças.

“Há pouco tempo, um militar tentou obrigar os enfermeiros a aplicarem uma dose na esposa dele, alegando que a mesma atuava com educação física. Pessoas de outras cidades estão falsificando documentos para receberem as doses aqui”, acrescentou.

Saúde na Região Serrana

Tico Jardim (Pros) defendeu que a prefeitura instale um Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) no Hospital do Trapiche, localizado na Região Serrana. O vereador diz que a demanda por atendimento psicológico e terapêutico cresceu com a chegada da pandemia.

Economia

Thales pede que o governo estude a viabilidade da prorrogar ou isentar as taxas dos alvarás de imóveis destinados a eventos. Ele reforça que o setor, incluindo a cultura, está com atividades paralisadas há mais de um ano. “Precisamos de uma política pública para garantir a sobrevivência desses negócios. Há uma enorme cadeia diretamente ligada, como a hotelaria, que gera emprego e renda aos macaenses.”

Jornalista: Júnior Barbosa


Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support