Vereadores aprovam projeto para coleta seletiva de lixo

Foto:Tiago Ferreira

Rafael Amorim e Iza Vicente são autores da proposta

Por unanimidade, a Câmara de Macaé aprovou o Projeto de Lei (PL) 084/2021, nesta terça-feira (23). A iniciativa, de Rafael Amorim (PDT) e coautoria de Iza Vicente (Rede), institui o programa de coleta seletiva de lixo sólido para reciclagem e possível reutilização, diminuindo os impactos ambientais. Desta forma, cabe agora ao Executivo sancionar ou vetar a lei.

Rafael agradeceu pelo apoio recebido e diz acreditar que o PL trará grandes benefícios para a cidade. “A coleta seletiva está diretamente ligada ao desenvolvimento econômico quando o lixo que produzimos tem uma destinação adequada. Peço a sensibilidade do governo para viabilizar esse caminho, que também fortalece a educação ambiental.”

Já Iza falou sobre o recente encontro que teve com uma família de catadores. “Eles me relataram os desafios que é exercer esse trabalho na cidade. Como não há cultura da coleta seletiva, muitos condomínios não permitem a retirada de material. Essa é uma profissão que gera renda e que garante a sobrevivência de muitos”, disse.

Durante os debates, os parlamentares solicitaram que a prefeitura estabeleça, em conjunto com a empresa responsável pela coleta de lixo, meios para colocar em prática o PL.

Parlamento confirma veto do prefeito

Por 11 votos a 4, a maioria da Casa confirmou o veto do prefeito Welberth Rezende (Cidadania) ao PL 082/2021, também de Rafael, que liberaria o acesso de animais domésticos em abrigos e centros sociais da cidade. A justificativa é que a proposta é inconstitucional por gerar despesas (iniciativas neste sentido apenas podem partir do Executivo).

O autor lamentou o posicionamento e disse que a lei existe em diversas cidades. “São Paulo e Rio de Janeiro adotam essa política com muito êxito. No próximo ano, vamos apresentar novamente o projeto e conversar com todos os envolvidos.”

Reajuste dos servidores

Paulo Paes (DEM) voltou a defender o reajuste salarial dos servidores. Ele é autor do PL 086/2021, aprovado por unanimidade e que também determina a reposição inflacionária desde 2015, último ano em que os profissionais da prefeitura tiveram aumento. Agora, cabe ao Executivo posicionar-se pela sanção ou veto.

Orçamento 2022 e PPA

Durante o expediente, foram lidas 68 emendas parlamentares à Lei Orçamentária Anual (LOA) de Macaé para 2022, sendo 34 modificativas e aditivas, além de 34 impositivas. A proposta do Executivo, que estima R$ 2,4 bilhões em arrecadação no ano que vem, será votada na primeira quinzena de dezembro, assim como o Plano Plurianual (PPA). O planejamento elaborado com diretrizes e metas para os próximos três anos recebeu 16 emendas.

Jornalista: Júnior Barbosa

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support